11 de ago de 2012

Casablanca

Ilustração: Sueli Mendes
Conto: Thiago Tizzot


Amassou a propaganda com o telefone anotado em caneta azul com os dedos, jogou a diminuta bola de papel com raiva, odiava entrar naquelas espeluncas. O cheiro de cigarro e cerveja barata incomodava seu estômago, sentia o gosto do almoço subindo por sua garganta. Claro, o homem no balcão era um gordo, careca, com a barba por fazer e usava uma regata branca manchada pelo suor. Os pelos escuros do sovaco escapando pela banha que lutava com a malha da camiseta.
- Viu o tipo por ai?
Mostrou a foto para o gordo que não desviou por nenhum instante os olhos da TV. Assistia Casablanca. Bogart desfila de chapéu e casacão. Ele gostaria de ser um desses detetives de filmes, sempre bem vestidos, sempre cercados de belas mulheres. Mas ele era só um merda atrás de um marido que traia a mulher com putas baratas.
Olhou para as manchas amareladas na camisa do gordo, sentiu o gosto amargo do vômito na boca.
- Amigo, viu esse sujeito?
Mais uma vez o gordo o ignorou. Como queria ser Bogart, fazer as coisas com classe, com estilo. Mas ele era só um merda, nem de detetive podia ser chamado. Pegou um copo de cima do balcão e jogou na nuca flácida do gordo. O copo se estilhaçou, vidro e sangue se espalharam sobre a camiseta branca manchada. Finalmente o tipo se virou.
- Ah, agora reparou na minha presença.
Pulou por cima do balcão e agarrou o cara pela camiseta. Socava o sujeito sem piedade, os dedos sujos de sangue e doloridos. O gordo gritava e tentava se soltar, mas se ele tinha aprendido alguma coisa nesses anos de serviço era segurar alguém enquanto acabava com a raça do cara. Não tinha jeito de o gordo se livrar dele.
- Solta ele! – a menina usava só uma calcinha – solta ele!
Ao lado estava o filha da puta da foto. Calmamente retirou sua máquina e bateu uma foto do marido ao lado da putinha. Levantou-se, o gordo tentava respirar, lutando com o sangue que escorria de vários cortes em seu rosto.
Caminhou até a porta, ninguém se atreveu a impedi-lo. Antes e sair, olhou uma última vez para a TV, Bogart falava com o oficial francês e o filha da puta tinha estilo.

Sueli Mendes
Seus trabalhos podem ser visualizados no blog: 
bigandlittledreams.blogspot.com

Thiago Tizzot
Autor dos livros "O Segredo da Guerra" e "A Ira dos Dragões e outros contos", pai da Lili e Basilisco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário