21 de dez de 2011

Feliz aniversário

Texto: Celly Borges
Ilustração: Sueli Mendes






Feliz aniversário, eu gritava embaixo da janela.

Era noite e ela apareceu no quadro iluminado da janela, claro que sendo ela, não precisaria de luz artificial.

Sempre a imaginei como minha esposa. Com nossos filhos. Seriamos a família mais feliz, e esta noite eu daria o presente que ela merecia.

Feliz aniversário, eu gritava segurando a caixinha que encerrava o anel.

A vi descer, assim que a chamei, veio com o semblante angelical, linda como sempre, aquele sorriso iluminava minha vida. Não poderia existir sem ela.

Feliz aniversário, eu gritava cada vez que fincava a faca em seu coração.

Ela nunca mais sorriria para outro homem como a vi fazer naquela manhã, ela jurou nunca tê-lo visto antes, mas ele esbarrou nela e pediu desculpas, ela sorriu. E eu vi.

Deixei ali, em seu dedo, o anel, seu presente de aniversário, coloquei o meu, e deitei ao seu lado. Contemplaríamos juntos, a luz das estrelas.


Sueli Mendes
Seus trabalhos podem ser visualizados no blog 


Celly Borges
Publica outros textos e contos no seu blog, Mundo de Fantas.

Um comentário:

  1. Poxa, texto curtinho...mas bastante poético. Gostei dele, me fez lembrar de uma música do Raulzito (Beira do Pantanal).

    ResponderExcluir